quinta-feira, 26 de novembro de 2015

O Museu visto por um aluno

Sobre a visita ao Museu Nacional Machado de Castro, integrada na Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra Ano Zero, o Marciano escreveu um pequeno texto para a professora Maria do Carmo.

Em primeiro lugar, agradecemos imenso a oportunidade de visitar o MNMC e o fantástico trabalho em que fomos envolvidos. O método utilizado foi cativante, pois conseguiu captar a nossa atenção perante objetos e pessoas, uma vez que nos despertou sentimentos a que normalmente nós não prestaríamos atenção.

Na segunda parte da visita, no submundo do criptopórtico romano, experimentei o medo que se liga a um espaço fechado habitado pelas trevas. Nas paredes vazias e nos focos a brilhar, no escuro, senti que nos foi contada uma história, a história de figuras ocultas que vivem na escuridão que só brilham para quem quer parar e descobrir. Talvez fosse esse o objetivo final: fazer aperceber-nos de que há mais do que aquilo que se vê e do ruído à nossa volta.
                                                                                                                     Marciano Rodrigues 11.º 3B





Sem comentários:

Enviar um comentário