domingo, 10 de fevereiro de 2019

Exposição: Fernando Pessoa e "Mensagem"

Exposição na biblioteca da Brotero sobre Fernando Pessoa, com especial destaque para a obra "Mensagem".
Cartazes gentilmente cedidos pela Biblioteca Municipal.
Trabalhos realizados por alunos do Curso de Artes Visuais no ano letivo de 2012-2013.












domingo, 13 de janeiro de 2019

Ano novo, novos livros na BE!

A biblioteca da ESAB iniciou o ano com a entrada de novos livros no acervo.
Venha escolher o seu. 
Boas leituras!











quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Feliz Ano Novo!

      A biblioteca da Escola Secundária Avelar Brotero deseja a toda a comunidade escolar um ano de 2019 com muita harmonia, saúde e pleno de realizações. Boas leituras!



quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Sessões de formação de utilizadores da Biblioteca

A exemplo do sucedido no ano letivo anterior, 2018-2019 arrancou com a realização de sessões na Biblioteca destinadas à formação dos utilizadores, que se estenderam entre os meses de setembro e de novembro. Participaram nessas sessões as turmas 10.º 1A, 10.º 1C, 10.º 1D, 10. 1E, 10.º 1F, 10.º 1G, 10.º 2A, 10.º 3A, 10.º 3B, 10.º PAC, 10.º PMA1, 10.º PMA2, 10.º PM e 10.º PSI2.
Foram objetivos destas sessões: proporcionar aos alunos informação para a utilização correta e autónoma da Biblioteca escolar e para o uso do catálogo online; promover a aquisição de competências nas literacias da informação e dos media; proporcionar aos alunos orientações para a planificação de trabalhos de pesquisa (recolha, tratamento, estruturação e apresentação da informação; registo de referências bibliográficas).
Na primeira fase da sessão, após algumas recomendações constantes do Regimento da Biblioteca, os alunos receberam esclarecimentos sobre os processos de catalogação dos recursos e sobre a organização do acervo nos espaços funcionais. Percorreram corredores, observaram a arrumação nas estantes, compreenderam a etiquetagem e manusearam os recursos. Realizaram exercícios práticos de localização de materiais livro e não livro a partir de cotas selecionadas, após pesquisa no catálogo online.
Na segunda fase das sessões, foram distribuídos aos alunos os guias para aplicação do Modelo de Literacia da Informação “Seis passos para o conhecimento”. Entre outras orientações, alertou-se para a necessidade de critérios rigorosos na seleção de fontes eletrónicas aquando da realização de trabalhos de pesquisa, assim como para a obrigatoriedade de evitar o plágio. Finalizou-se a sessão, procedendo à realização de exercícios práticos de referenciação bibliográfica.







domingo, 16 de setembro de 2018

Bom ano letivo!



     
      
No arranque de mais um ano letivo, a equipa da biblioteca escolar da ESAB deseja a toda a comunidade escolar que seja mais uma etapa de sucesso, plena de realizações!
      Deixamos aqui algumas imagens convidativas das zonas funcionais da nossa BE, que parecem dizer: "Visitem-me!" 😊

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Luís de Camões ― irreverência e bom humor

O Professor Manuel Simplício Ferro, da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, veio à biblioteca da nossa escola, no dia 24 de maio, falar-nos de Camões. Estiveram presentes turmas dos Cursos Profissionais e dos Cursos Científico-Humanísticos, acompanhadas pelas respetivas professoras. Todos ouviram, com atenção e interesse, este agradável solilóquio.
Foi-nos mostrado o lado menos conhecido do poeta, o da irreverência e do bom humor, com a leitura do célebre banquete de trovas que Camões ofereceu à pequena nobreza de Punhete, na sede oriental do Estado da Índia.
Nesse banquete de trovas, o modelo do imperador Heliogabalo é evocado para explicar o tipo de zombaria que constitui o convite de Camões, na segunda esparsa a Francisco de Almeida, descendente do governador de mesmo nome, aristocrata de Punhete:

«Heliogabalo zombava
Das pessoas convidadas;
E de sorte as enganava,
Que as iguarias que dava,
Vinham nos pratos pintadas.
Não temais tal travessura,
Pois já não pode ser nova;
Que a ceia está mui segura
De vos não vir em pintura,
Mas há de vir toda em trova».

Fica, assim, um pequeno aperitivo para quem tiver curiosidade de conhecer mais.

O Professor Ferro falou-nos, ainda, da pouco conhecida biografia de Camões, muito vaga e inconclusiva: segundo Severim de Faria, que publicou, em 1624, a «Vida de Camões», e segundo  o testemunho das pessoas que ainda o conheceram , era «barbi-ruivo» (barba ruiva), de «meã estatura» (média estatura), de cara redonda, nariz comprido e grosso na ponta, rosto desfigurado pelo olho cego, cabelo muito loiro, quase a chegar ao «açafrador» (cor de açafrão). A sua aparência não era muito graciosa, no entanto, quando falava com as pessoas,  era alegre e comunicativo  («na conversação muito fácil, alegre e dizidor»). 





domingo, 13 de maio de 2018

Festa da Leitura


         Integrada na Semana da Leitura promovida pelo PNL, realizou-se na BE da ESAB, no mês de março, uma autêntica “Festa da Leitura”!
Tratou-se de um espaço de encontro, inclusivo e colaborativo, para promoção da leitura como objeto de prazer. Participaram professores e alunos de diferentes turmas, a Educação Especial (alunos CEI) e o Núcleo de Alunos Surdos (NAS).
Partilharam-se excertos de narrativas e de textos dramáticos. Leram-se e declamaram-se poemas. As preferências dos participantes contribuíram para a diversidade deste convívio com os textos, acrescentando às leituras partilhadas a crónica e um discurso de Martin Luther King.
Esta atividade enriqueceu-se com a criatividade dos alunos surdos que interpretaram textos da sua autoria e com a expressividade dos professores do NAS na leitura encenada do célebre discurso “I Have a Dream” de Martin Luther King.

Um dos momentos deste evento foi protagonizado pelas alunas classificadas nos primeiros lugares na fase de escolas do Concurso Nacional de Leitura (CNL), que receberam certificados e os merecidos prémios, tendo depois lido os seus excertos preferidos da obra selecionada para essa fase do CNL.



quinta-feira, 8 de março de 2018

Exposição: Gil Vicente e a "Farsa de Inês Pereira"

            Está patente na Biblioteca, durante o corrente mês, uma exposição evocativa da vida e da obra de Gil Vicente, com especial destaque para a sua Farsa de Inês Pereira, por se tratar de uma obra que consta do domínio da Leitura Literária do Programa de Português do 10.º ano. O guarda-roupa e alguns dos adereços utilizados para a caracterização das personagens Inês Pereira, Escudeiro e Pero Marques foram gentilmente cedidos pela companhia de teatro Escola da Noite.

            Gil Vicente, que não se limitou a escrever peças de teatro, tendo sido também poeta, músico, ator e encenador, é considerado por muitos estudiosos o nosso primeiro grande dramaturgo, pelo que é frequentemente apelidado de “pai do teatro português”.









Concurso Nacional de Leitura

Está em curso a 12.ª Edição do Concurso Nacional de Leitura (CNL), que tem como objetivos estimular hábitos de leitura e promover o desenvolvimento das competências de expressão escrita e oral.
Tal como em edições anteriores, a organização geral deste concurso cabe ao Plano Nacional de Leitura 2027 (PNL2027), que se articula com a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), com a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), com o Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, promotor da versão internacional desta iniciativa (CIL), com a DGAE / DSEEPE, versão lusófona, e com a RTP.
O desenvolvimento do CNL ocorre ao longo de duas fases consecutivas: a fase regional, que engloba as provas nas escolas, nos municípios e nos territórios das comunidades intermunicipais / áreas metropolitanas / associações de municípios, nas quais intervêm, de forma significativa, as Bibliotecas Escolares e as Bibliotecas Públicas; e a fase nacional, que é constituída por uma prova dirigida a todos os vencedores da fase regional e das escolas portuguesas com ensino de Português no estrangeiro.
O primeiro momento do CNL, o das provas nas escolas, decorreu entre 8 de dezembro e 28 de fevereiro. Nesta etapa, o júri da Escola Secundária Avelar Brotero procedeu à seleção da obra a concurso, organizou a prova e apurou a vencedora da escola. A obra selecionada foi o romance As velas ardem até ao fim, de Sándor Márai, e a aluna vencedora foi a Inês Lopes Rodrigues, da turma 12.º 1E.

Os nossos parabéns à Inês e o desejo de que continue vencedora nas etapas seguintes!