segunda-feira, 31 de outubro de 2011

as pequenas memórias de saramago

As pequenas memórias, é uma das obras selecionadas para a fase de escola do Concurso Nacional de Leitura deste ano. Encontrámos três textos em blogs, para cuja leitura remetemos:

1
«Começamos a ser o que somos no dia em que nascemos»


"As Pequenas Memórias trazem um Saramago mais convencional quanto à estrutura, menos difícil (?!) de ler, dir-se-á. Entre a Azinhaga e Lisboa, o leitor toma parte de uma série de peripécias em que se confessam os bens e males da infância, aprazível idade em que todos os pecados se perdoam. Primeiros amores, malévolas criancices, muitas e muitas mudanças caseiras, a escola e – excelente apontamento – a hilariante história do nome Saramago. "

(ver o texto completo)


2

"Andava para escrever este livro há 20 ou mais anos. Mas fui sempre adiando, talvez por nele ter de recordar muitas coisas tristes, amargas. Como se dissesse: 'afasta de mim esse cálice'... Agora, finalmente, escrevi-o, tendo-o terminado a 15 de Agosto", diz José Saramago ao JL a propósito da sua próxima obra. Que desta vez não é um romance mas um livro em que, aos 83 anos, evoca a sua infância e adolescência; um livro do qual várias vezes falou ao nosso jornal, como sendo possivelmente o próximo que escreveria, o que só agora afinal aconteceu. Mudando-lhe o título, que em vez do também há muito pensado e anunciado, Livro das Tentações, que lhe pareceu "pretencioso", será As pequenas memórias."

3

"Sinceramente, até agora, acho que fiz uma excelente escolha. Estou a gostar imenso de ler As Pequenas Memórias, de José Saramago. Pelo que já ouvi dizer, uma das mais fáceis de ler do escritor, e eu estou a reparar nisso. É acessível e penso, também, que é bastante cativante para os leitores. A memória que até agora mais me impressionou foi aquela onde José Saramago explica como e porquê se chama Saramago. Aí fiquei a saber que Saramago não era um apelido do lado paterno, como nos levaria a crer, mas sim uma alcunha por que a família era conhecida na aldeia. Esse nome surgiu quando o seu pai o foi declarar ao Registo Civil da Golegã."

(ver o texto completo)


Sem comentários:

Enviar um comentário